-->

Páginas

25 fevereiro 2013

Do fim de semana

Sábado, marido a trabalhar, eu em casa com os miúdos. Miúda possuída por um qualquer espírito maléfico, passou o dia a fazer disparates. A coisa foi de tal maneira que à hora de jantar, quando chegou o marido, eu comi uma torrada e fui para a cama. Já não aguentava mais... (e a dor de cabeça, e o cansaço, e a falta de energia para lutar contra as artimanhas dela... passei o dia a ralhar, que é coisa que odeio, mas acontece...).


Ainda por cima à tarde, com uma data de tralhas ligadas cá em casa, o quadro eléctrico foi abaixo e rebentou com o modem. Portanto, nada de internet e nada de televisão. Porreiro...


 


Domingo: ainda sem televisão e fartinhos de estar em casa, resolvemos ir dar uma volta. Fomos almoçar à Malveira (ao Clube Divinal - restaurantezinho ok, principalmente porque éramos os únicos clientes e a empregada resolveu fazer de babysitter dos miúdos, pelo que conseguimos almoçar super nas calmas!). Depois seguimos para Almoçageme, para o Coolares Market... que o que teve de melhor foi mesmo a burra onde os miúdos andaram a dar umas voltas (e o senhor gostou da minha miúda - que ontem estava em modo semi-angelical - e ofereceu-lhe uma volta extra e depois deixou-a ir também na volta do irmão). Dali fomos a Sintra lanchar. Andava há que tempos para descobrir onde era o CAfé da Natália. Encontrámos, lanchámos, pagámos um balúrdio, portanto é um sítio óptimo para ver de fora e não voltar...


 


Depois, jantar calminho, miúdos a sossegar rapidamente e nós a deitarmo-nos cedo. Eu, com uma insónia fenomenal, avancei 100 e poucas páginas no "Em Parte Incerta"... (melhorou, mas não me agarrou ainda. Ora eu já vou a 60% do livro, portanto se calhar já vai tarde, não é?)...

13 comentários:

  1. Tenho saudade de ler um bom livro...

    ResponderEliminar
  2. Conheço o Café da Natália e tenho exactamente a mesma opinião! Da primeira vez que lá fui até comi bem, da 2ª e 3ª nem tanto... (pedi bolos na 1ª e 2ª, na 3ª fiquei-me pela torrada). Um balúrdio, umas fatias pequeninas e os bolos não são assim tão extraordinários... A única coisa que tem de bom, a meu ver, é o sítio, que é agradável. Mas por mim não volto mais.

    ResponderEliminar
  3. Pequeno reparo: O Clube Divinal ainda fica a uns bons quinze minutos da Malveira, é situado no Vale de São Gião. (sou da zona, não podia deixar escapar :p)
    Boa semana!

    ResponderEliminar
  4. EU SABIA que havia de aparecer uma opinião dissonante! Finalmente há uma pessoa que não está fascinada pelo livro - as unanimidades metem-me um bocadinho de aflição.
    Eu já passei os 60 (se encontrasse o reader dizia-te quanto, mas neste momento não encontro, e se não fossem os Óscares, nesta altura já o tinha acabado.
    A mim agarrou-me.
    Só tem uma coisa: até agora nada me surpreendeu. Há quem me garanta uma grande surpresa - de cair o queixo - a pés juntos... quero ver se.
    Quero, quero.
    Deves ter tido um fantástico domingo. Boa semana!

    ResponderEliminar
  5. A mim não me agarrou porque não me surpreendeu... e porque não está assim tããããããão maravilhosamente escrito que se torne imperdível. Estou "agarrada" porque estou à espera da tal surpresa. Mas desconfio que aquilo a que chamam surpresa foi o esquema da personagem feminina (caraças que é difícil falar disto sem spoilers!!)... Ora, se ela não morreu, se ninguém pediu resgate por ela, estava-se mesmo a ver, não é??)...

    ResponderEliminar
  6. Yup.
    Mas eu ainda tenho esperança que haja para lá uma volta - e o que disseste não é um spoil assim tão grande.
    Estou a ler no original e a contrário de ti, apesar de concordar que não é uma escrita brilhante, acho que é uma escrita muito boa.
    Mas, eu gosto de livros escritos por mais de que um personagem na primeira pessoa - um dos meus três livros 'da minha vida' (soa piroso) é o Dracula, do Bram Stocker, e uma das principais razões é todos escreverem na primeira pessoa.
    Vamos 'esperar para ver

    ResponderEliminar
  7. A tradução, não estando horrível, não está grande coisa. Consigo "ver" o que foi escrito no original e não me parece mal...

    Esperemos pela big turn... que, para mim, só pode ser uma: eles os dois combinaram tudo, numa de comemorar em grande o 5º aniversário...

    ResponderEliminar
  8. Juro que não tinha pensado nisso... ahahahah, era giro (mas os outros desgraçados elementos da estória não iam achar piada nenhuma).

    ResponderEliminar
  9. Mas não foi isso que aconteceu, de certeza. Acho mesmo que, daqui em diante, o que falta saber é o "como" dela, apenas...

    ResponderEliminar
  10. Bah, eu sou uma otimista incorrigível, eheheheh. Trocamos impressões no final

    ResponderEliminar
  11. Acabei!
    Passavam menos de cinco minutos das cinco da manhã quando virei a página e em vez do número de um capítulo... dei com os agradecimentos.
    Comecei a ler um nadinha antes da meia noite... estás a ver...
    Estou cheínha de vontade de ir escrever a minha impressão, mas como os filhos estão primeiro, tenho estado na conversa c'o puto, e ainda não tinha conseguido ficar sozinha. E agora tenho de ir ao hiper comprar ração para as 'filhas' de quatro patas...
    Só vou de'spoilar uma coisa, porque já lá chegaste, é só uma confirmação: este não é um livro policial
    Falarei disso* no meu canto ainda hoje, nem que tenha de pôr fita-cola larga na boca do puto.
    *e vou andar tip toing para proteger a estória. Acho, que, do meu ponto de vista, isso não vai ser muito difícil...
    P.S. : quando no primeiro comentário digo "Eu já passei os 60 (se encontrasse o reader dizia-te quanto" percebeste que é 60%, certo? Just checking ;)

    ResponderEliminar
  12. Lol! Eu percebi isso dos 60%, sim...

    E também percebi, para aí ao 3º ou 4º capítulo que isto não era um policial coisa nenhuma. Portanto... sinto-me enganada! Se eu não tivesse posto no ON as expectativas "policiareiras", estava na boa. Não sou muito de ler romances só porque sim, mas li uns quantos que amei (O "The Help", por exemplo). Agora uma pessoa agarrar num livro completamente ao engano... está mal!

    (Estou na página 359. Ontem li umas 30 páginas, só... e depois tombei para cima do livro, cheia de sono... Estou curiosa, que estou, mas nem a curiosidade nem o café foram suficientes para me aguentar acordada...)

    ResponderEliminar
  13. Mas olha que este livro está na beirinha de transformar o meu top3 em top4... por isso vale a pena leres. E de romance, também não tem nada.
    eu arrumo-o na 'prateleira' Ficção

    ResponderEliminar

Obrigada!