-->

Páginas

01 fevereiro 2013

Não ligo nenhuma a moda... mas se calhar devia!

Anteontem, como sempre, fui acordar a infanta. Já me tinha vestido e estava pronta a sair de casa. Depois do mimo matinal, diz-me a infanta (com a sua veia estética a latejar):


Ai, mãe... tu estás sempre tão mal vestida...!




Engoli em seco. Levei aquilo na brincadeira, mas fiquei a remoer. Uma coisa é estar-me nas tintas para a moda e para as tendências e o diabo a sete. Outra, bem diferente, é estar-me nas tintas para mim. Resolvi tentar melhorar. Não quero que a minha filha tenha de mim esta imagem. Não quero que se envergonhe da mãe. Não quero que isto seja o que lhe vem à cabeça se alguém lhe pedir que diga como é a mãe.


Quando fui comprar o presente de aniversário do marido comprei um mimo para mim. Já em tempos ela me tinha definido como sendo "cinzenta". Tem razão. Chega o inverno e toda eu sou cinzentos e pretos e castanhos escuros. Não gosto, mas é o mais confortável e o mais fácil. De verão sou muito mais colorida, mas de inverno nem por isso.


Portanto, quando vi na Primark um casaco de malha meio comprido (óptimo para me tapar o rabo agigantado!), coral, comprei. Ontem, apesar da camisola de gola alta cinza clara, iluminei-me com ele. E, quando a fui acordar, perguntei se a mãe estava mal vestida. Sorriu, abraçou-me e disse que não, "hoje estás linda e colorida! Pareces primavera, mamã!". Dia ganho!

4 comentários:

  1. Ola Marianne,

    Lembro-me de no outro dia ter escrito que queria fazer uma remodelação no seu armário mas que precisava de alguém de fora, eu não sou nenhuma expert no assunto mas é uma coisa que gosto e se quisesse não me importaria de ajudar! Moro relativamente perto de si e estaria pronta a dar-lhe umas dicas. Para a semana estou de férias, se quiser combinar um cafézinho para conversarmos e depois examinarmos o seu armário, esteja à vontade!
    Sei que não devo ter a idade das suas outras leitoras mas já a leio há imenso tempo, antes mesmo do seu filho mais novo nascer e gosto imenso do blog. Teria itodo o gosto se pudesse ajudá-la :)
    Fico à espera de novidades.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Olá, Catarina!!
    Obrigada pelo comentário e pela oferta de ajuda! No dia em que postei aquele texto houve uma pessoa que se ofereceu para me ajudar com o assunto, coisa que aceitei com carinho (e pulinhos de alegria, na verdade!). Vamos encontrar-nos na semana que vem e hei-de escrever sobre o assunto novamente.

    Mais uma vez, muito obrigada mesmo!! Beijinho.

    ResponderEliminar
  3. Os meus também me dizem algumas que me deixam a pensar relativamente às gordurinhas que tenho vindo a acumular... temos mesmo de fazer um esforço e sermos mães mais atentas a nós que também somos gente merecedora de nos mimarmos :)

    beijinhos

    ResponderEliminar

Obrigada!