-->

Páginas

25 março 2013

4 anos

Fez ontem 4 anos que aterrei a nave aqui, neste blog (ainda na versão .blogspot, mas pronto). Há 4 anos tinha percebido que não dava para o discurso mimimi-cutchi-cutchi pós-maternidade, tinha percebido que precisava de um canto onde pudesse ser eu, onde pudesse escrever o que me desse na telha e onde pudesse, vá, ser anónima. O anonimato durou pouco (umas horas, acho), porque houve logo quem percebesse que aquela era a minha voz, a minha forma de escrever. Busted! Fui mantendo a coisa low profile porque não gosto de levantar ondas. Até que a Marianne foi dando lugar à Lénia. Até que deixou de fazer sentido que houvesse uma Marianne quando, na verdade, existia uma Lénia. Portanto hoje, 4 anos e um dia depois, deixo cair o Marianne e assumo de vez este facto "chato": chamo-me Lénia. Não me chamo Marianne, não me chamo Mariana, não me chamo Maria. Lénia. É feio mas é o que há. É feio, mas é o meu nome e não há por que não assumir. Bye bye, Marianne!


 


[Tudo o que existe com este nick mantém-se: Instagram e email.]

8 comentários:

  1. Lá estás tu! Eu acho bonito :) Mas pronto eu também chamei a uma filha Luna e a que vem a caminho vai ser Lara, por isso ;)

    ResponderEliminar
  2. É realmente um nome feio, e o apelido idem. Mas é uma mulher interessante e escreve bem :)!

    ResponderEliminar
  3. Vá, no apelido não concordo... Mas se calhar é por ser o legado de quem é (do meu avô, de quem tenho umas saudades absurdas)... ;)

    P.s: Gosto disto, honestidade e ausência de paninhos quentes! Thanks, Mati!

    ResponderEliminar
  4. Em nome de todas as Marianas: obrigada.

    ResponderEliminar
  5. Não vou dizer que gosto. Mas pelo menos é diferente. Não é como Joana. Que, em qualquer lado onde vou, há 3000000. E oiço sempre alguém a chamar "Joana"... sendo que nunca é para mim.

    ResponderEliminar
  6. Parabéns!
    Quero que o meu espacinho também faça essa idade um dia*
    :D
    gosto de si, sabia? :D*

    ResponderEliminar
  7. Lénia. É diferente. :)
    Mas já sabia por ler as tuas crónicas.

    ResponderEliminar

Obrigada!