-->

Páginas

15 abril 2013

E hoje...

... na Papel, um dos textos que mais gozo me deu escrever. Um texto que certamente não fica por aqui. Um texto a que hei-de regressar em breve...


 


(Please, please, please... preciso de feedback sobre ele, pode ser? Agradecida, muito!)

12 comentários:

  1. Já fui ler o teu texto. Queria a continuação:) apetecia-me já saber o resto da história!
    Consegui "ver" a cabana e todos os detalhes que descreveste...acho que até os cheiros (e fez-me lembrar a leitura do livro "O Perfume", que fiz há já uns anos atrás).
    Contudo, e apesar da personagem ser um homem, assassino e supostamente frio, acho que consegue transmitir alguma sensibilidade, o que não seria de todo expectável naquele personagem, mas que nem por isso a torna menos interessante.
    Para quando o resto?

    ResponderEliminar
  2. Obrigada!!!

    (Daqui a uns tempos, quando terminar outra coisa que tenho em mãos, hei-de dedicar-me a isto...)

    ResponderEliminar
  3. Olá,

    Gostei do texto e concordo com o comentário anterior - dá perfeitamente para imaginar o cenário.
    Lembrou-me os episódios de Mentes Criminosas - podias perfeitamente escrever episódios para eles!
    Filipa
    www.welc-home.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  4. Valha-me deus! Está bem escrito, custou-me um bocadinho a ler (e ainda bem, suponho que a intenção era viver a história). Se me permites a única coisa que eu mudaria era a parte em que ele diz que gosta do cheiro do medo, ou seja, é o título (muito bom, por sinal) mas eu daria indícios, não diria literalmente que é isso que o move.
    Punha o discurso dele menos lúcido, se bem que eu imagino que queiras passar a imagem de um homem inteligente, acima da média. Desculpa se me alonguei...
    (andas a ler muitos policiais!)

    ResponderEliminar
  5. O "problema" aqui prendeu-se só com uma questão: o limite de caracteres. Bem que me apetecia ter alongado muito mais a coisa, mas não podia, considerando o espaço que tinha disponível... É por isso que quero voltar a isto, não exactamente continuando do ponto onde este conto ficou, mas reformulando e acrescentando, para criar uma coisa consistente... ;)

    (Obrigada por teres lido e "feedback'ado"!)

    ResponderEliminar
  6. Por favor, a continuação para breve, sim?
    O tema não é original (hoje em dia nada é original) mas está bem escrito.
    Gostas de policiais, eu também.
    Enleaste-me. Fiquei frustrada quando acabou. Queria mais.
    Por isso vim aqui só para pedinchar a continuação para breve. Pode ser?
    :)

    ResponderEliminar
  7. Oh... Obrigada!! :D

    (Hei-de voltar a ele, sim...!)

    ResponderEliminar
  8. Depois de ter visto o primeiro episódio do 'Hannibal' na 2º à noite, li o teu texto hoje e pareceu-me o início de um próximo episódio. Aquela parte que nós nunca vemos, mas imaginamos e que imaginação fértil, dona Lénia :)

    Agora fiquei com vontade de continuar a ler ou, à falta de continuação imediata, ir pegar num dos dois policiais que tenho em lista de espera (infelizmente parece-me que nenhum será tão bom como os do Stieg Larsson!)

    Bjs*

    ResponderEliminar
  9. The Killing - Crónica de um assassínio, David Hewson (baseado na série de tv, que ainda não vi...) e Cura Fatal da Robin Cook são as escolhas. Agora ando a ler 3 de géneros diferentes, mas não sei se é da pouca concentração ou do pouquíssimo tempo, mas não me tenho focado em nenhum...

    ResponderEliminar
  10. Quero muito ler o The Killing, apesar de saber como acaba. Da Cook nunca li nada...

    ResponderEliminar
  11. Parece-me que devias receber uns livros bons de empréstimo :) Da tua lista to-read no Goodreads tenho uns quantos!

    ResponderEliminar

Obrigada!