-->

Páginas

13 junho 2013

Report da lontrice

Ah e tal e a dieta, como é que está a correr?
Mal.


Já não consigo comer gelatina (nem olhar para ela, quanto mais comê-la); já não consigo comer fiambre de peru (compro-o e depois deito-o fora, quando se estraga, porque não lhe toco, sequer). Portanto, a minha grande dificuldade é saber o que comer. Temos andado assim:


Pequeno-almoço: um copo de leite com café e um café a seguir.
Meio da manhã: uma ou duas cenouras e um ou dois triângulos de queijo Continente (do tipo A Vaca Que Ri mas muito menos salgado e mais saboroso).


Almoço: bife de peru grelhado com salada de pepino ou salada de alface, meio queijo mozzarella fresco, cinco delícias do mar, temperado com uma colher de molho de soja.


Lanche: um copo de leite ou um iogurte líquido.


Lanche antes do jantar: uma cenoura.


Jantar: sopa ou salada igual à do almoço ou iogurte ou fruta.


Ceia: nem sempre tenho fome, mas quando tenho bebo um copo de leite.


 


Ora bem, então qual é o problema? Vários: a falta de variedade disto, e o facto de me darem ataques de gula brutais que me fazem vingar-me na pasta de açúcar que há cá por casa. Isto é compulsão alimentar, eu sei. Mas não consigo evitar. Sinto-me super sozinha nisto da dieta. Não sei que mais inventar para comer (ah, ali em cima esqueci-me de referir: há dias em que como peixe grelhado ou cozido, mas são raros). Os legumes que posso comer e de que gosto não são assim tantos. E, perante a falta de alternativas, bloqueio. E é aqui que eu acho que esta dieta tem muito por onde melhorar: nas receitas disponíveis. No site há meia dúzia, mas são claramente poucas para quem se sente perdido no meio de tanta informação. Claro que podemos inventar... Já fiz frango salteado, legumes salteados, frango assado no forno e tal. Mas entretanto bloqueei. E isto fez-me pegar no livro da Ágata Roquette e investigar as receitas. São muito variadas, sim senhor. Mas há imensa coisa que a Dieta3Passos não me deixa comer, pelo que... bloqueio. E fico-me pelos bifes grelhados e pelas saladas de delícias do mar.


Preciso de fazer novo reset à cabeça. E preciso de me soltar das amarras de não poder comer uma data de coisas, que são saudáveis e que me dão soluções que não passam pela pasta de açúcar. Tenho saudades de bróculos e de feijão verde, por exemplo. Tenho saudades de tomate. De uma bolonhesa que, se virmos bem, não é assim nenhum atentado calórico. Tenho saudades de morangos - posso comer pêras, maçãs, laranjas e kiwis; já não há pêra rocha à venda, as laranjas e os kiwis fazem-me aftas brutais. Lamento, mas não vou andar a maçãs. Vou voltar aos morangos e às framboesas e às cerejas (com conta peso e medida). Vou voltar ao tomate cherry nas saladas. Vou voltar ao fiambre normal. Não vou voltar às massas nem ao arroz nem às batatas, que não como há dois meses e de que nem sequer tenho saudades.
Isto é uma prova de fundo, dura. Não é uma corrida de 200m, é uma maratona. Ou uma ultramaratona. Estou farta de pensar que estou em dieta. Ando a tentar "programar-me" para assumir que isto não é uma dieta, mas sim uma reeducação alimentar. Vai durar para sempre e hei-de chegar onde quero. Faltam-me cinco quilos para estar onde quero estar. Está a ser muio difícil mesmo, mas o problema é mais mental do que fisiológico. Enfim... (O que eu não dava para ter um metabolismo como deve ser, caraças!!)

13 comentários:

  1. Querida eu tb quando cheguei a uns 3 anos atrás aos 58 kg e tenho só 1.50... fui a uma medica que me fez uma dieta idêntica a tua... pois que perdi os 7 kg num instante em 2 meses, mas sinceramente foi triste andava mal humorada , zangada com tudo e com todos.... depois aguentei 6 meses com o peso e fui ganhando aos poucos até chegar 3 anos depois aos 58 kg, engravidei 59 e sofri um AE e depois achava estranho n emagrecer, pois que engravidei de novo, estou de 18 semanas e peso 64 kg... e sei que me espera uma luta grande contra o peso..... mas nunca mais volto a uma dieta como a tua... porque sinceramente isso não é reeducação alimentar mas sim suicídio . porque de tão restritiva que é desmotiva-nos e quando começamos a poder comer moderadamente, de moderado n temos nada... sim porque eu sofro de uma doença tb ... como compulsivamente.... não me dá sempre... mas se pego num pacote de batatas fritas no supermercado como todo sozinha e as escondidas... e olha que o pacote é grande... e como compulsivamente quando me sinto mais gorda e ai surgem me apetites por coisas que n devíamos de comer... por isso quando a gaiata sair daqui para fora... vou começar a ler os livros da Agatha Roquete porque sim acho que ela sim nos ensina a reeducar a nosso paladar e cozinha... e já ouvi dizer muito bem dela...

    Por isso reconsidera essa dieta que tão mal faz querida, a mim fez e juro que ia ficando deprimida e recuperar de uma dieta assim uiii ... se comi qq coisa mais gorduroso vomitava :S pois como podes ver... nada bom para nós...

    ResponderEliminar
  2. Lénia, isso é que não vale!
    O meu problema com estes regimes é exatamente o não darem para toda a vida. E para mim, o que não dá para toda a vida, não resulta!
    Toca a picar os peitos de frango e a fazer umas almôndegas. Ou uma bolonhesa. Se não utilizares gordura, apenas uma ou duas colheres de molho de tomate, orégãos e umas outras ervas aromáticas, não é nenhuma iguaria culinária mas dá para desenjoar! Ou pegas nessa bolonhesa, juntas o miolo da courgette e pões dentro de uma courgette e fazes courgette recheada.
    Nas saladas... Não podes usar ovo cozido, atum em água, salmão fumado?

    E olha... entre estares magra e estares deprimida.... venha o diabo e escolha!

    Beijinho!

    ResponderEliminar
  3. É mesmo, um teste à resistência. Eu, como sabes, faço a da AR e tenho perdido à razão de 1 kg por semana, mas também tenho muito mais a perder, logo acho normal. Acho francamente que não são os alimentos a "mais" que ela permite que impedem a perda de peso... mas cada qual (dos srs. nutris) com a sua teoria, não é?
    Sinto-me muito bem a fazer essa dieta, e olha que estes 4 ou 5 dias de mini-férias, que equivaleram a valente derrocada, nem sequer me souberam assim tão bem! À laia de update deste lado, posso dizer que como andávamos on the road, não fui munida de marmita, portanto abdicámos mesmo de fazer dieta, e comemos o que bem nos apeteceu (mas em férias nem sequer se deve falar de dieta, me thinks). Custou-nos um retrocesso de 2 kgs a cada um. Acho que se eu não tivesse aqui uma certa avaria no sistema há já uns dias (if you know what I mean) o estrago não seria tanto, mas o meu organismo é forreta, custa-lhe deitar fora o que seja. Assim sendo, hoje é dia de detox e esperemos que isso resolva o problema e também dê um piqueno choque aqui ao organismo, para lhe mostrar que tem de voltar a pôr-se fino.
    De resto, o que eu acho positivo na dieta que faço é mesmo que enquanto for preciso perder-se peso, perde-se. O leque de alimentos é confortável e há uma certa liberdade para se oscilar entre fases sempre que se dá estagnação da perda. Nós agora, por uma semana e meia, iremos voltar a fazer a fase 1, para regressar ao ritmo de perda. Depois disso, faremos 2 semanas de fase 2 (com fruta e sopa, e o que eu me consolo com os meus frutos vermelhos :)), depois mais 2 semanas de fase 1, etc etc. Quando vou ao ginásio como uma mãozinha de frutos secos, ou um iogurte, meia hora antes e lá vou eu. E quando tudo isto estiver a cansar psicologicamente (e até fisicamente), introduzem-se uns dias de fase 3 pelo meio (com uma refeição com HC além do pãozinho do pequeno-almoço), e volta-se a perder peso. Não é interessante? Pelo menos, no universo dos testemunhos que tenho lido, as pessoas relatam só boas experiências.
    De todo o modo, nada de desanimar, vá. O objectivo está muito, muito perto. Agora é só mais este esticãozinho. Metabolismos da treta como os nossos (sim, porque o meu é daqueles devagar-devagarinho-parado) não ajudam, mas a mente tem de ser mais forte que a matéria. Força!

    ResponderEliminar
  4. Eu comecei a minha dieta a 12 de Outubro do ano passado e ainda dura!
    O objectivo era perder entre 10kg a 15kg .
    Detesto exercício e estou a meio de um doutoramento, o que me leva a comer compulsivamente.
    Fez ontem 8 meses que comecei a dieta e já se foram 10,3kg .
    Mas enjoei o fiambre e a gelatina tal como tu!! Agora estou a voltar a comer dos dois, mas algures em Março foi horrível.
    Agora estou com "alergia" a sopa de tomate e de legumes.... só de sentir o cheio até me enjoa!

    Mas no fim de contas, aprendi em mais detalhe a saber quais são os meus problemas, e no meio de tudo isto nunca abdiquei de comer um chocolate por semana, ou mesmo a fazer os bolos de fim de semana. É preciso é equilíbrio e paciência muita paciência.

    Acho que é bom ter um mês de alimentação mais rígida para perder velhos hábitos, mas depois devemos adaptar sempre a cada um de nós o que os nutricionistas nos recomendam. Quero perder peso, mas não me quero sentir deprimida com isso.

    beijinhos :)

    ResponderEliminar
  5. A dieta da Ágata Roquette é muito semelhante a esta que estou a fazer, sabes? A diferença está em alguns alimentos (cenouras, brócolos e feijão verde, por exemplo: a Ágata autoriza, esta não).

    Mas o que a dieta da Ágata Roquette tem de muito bom em relação a esta são as receitas: compras o livro e tens 62 receitas para fazer. Até podes nem as fazer todas, mas estão lá para quando precisares. O que falta aqui, na Dieta3 Passos, é este acompanhamento: receitas, sugestões, ideias, dicas, truques. A minha nutricionista - que adoro, é super querida e muito acessível - não é suficiente para colmatar esta falha.

    ResponderEliminar
  6. Como te compreendo! Eu deixei-me de dietas nos últimos tempos porque estou mesmo saturada. Ando a largar alguns alimentos aos poucos, entre eles o leite, reduzo muito na carne e o açúcar tento muito cortar mas ainda não o eliminei como devia. No fundo mentalizo-me que devia alimentar-me melhor, optar pelas refeições vegetarianas e com menos gordura, e o corpo há-de acompanhar. mas o maldito metabolismo não ajuda, é um facto. Houve uma fase em que ia com alguma frequência ao ginásio, mas de algum tempo para cá é raro ir e acho que isso também piorou, tanto que engordei perto de 2 kgs (e se já precisava de perder antes, agora estou pior). Enfim, não há fórmulas, mas temos de procurar aquilo que sentimos ser o mais correcto para nós e fazer com que resulte.

    ResponderEliminar
  7. Olá! Olha eu não sei se há perto do sítio onde moras (posso tratar por "tu"?), mas podias experimentar uma NatureHouse. Tenho dois casos de sucesso: a minha mãe e o meu namorado, que perderam oito e dezasseis kgs, respectivamente, e não voltaram, mais de dois anos depois. As consultas são gratuitas, pagas os produtos (que não têm um preço do outro mundo e sempre podes pedir as opções mais baratas), tens acompanhamento semanal e, normalmente, reintroduzem os alimentos lentamente para o organismo não estranhar e engordar. A lista de alimentos permitidos é diferente da que tu vais "mostrando" e mais ampla. Experimenta, se tiveres oportunidade! E coragem :)

    ResponderEliminar
  8. Foi a segunda dieta que fiz na vida (a primeira foi com uma nutricionista cheiinha, que me cobrava 45 euros por consulta...). Não resultou... ;)

    ResponderEliminar
  9. Essas restrições dos legumes não fazem diferença nenhuma. Mais vale comer cenoura e esses legumes autorizados pela Ágata do que ter compulsões. Isso sim faz mal e prejudica o regime. Agora os legumes não. Eu faço a dieta da Ágata, também já contagiei mts amigas e familiares a seguirem e tem tudo corrido bem. Claro umas mantêm mais tempo estes regimes, outras nem por isso, como eu lol, mas é assim a vida. O fim significa um recomeço, para quase tudo! Estamos na luta, camarada. Bora xxx

    ResponderEliminar
  10. Desculpa dizer isto, mas acho que essa Dieta dos 3 Passos não é nada equilibrada. Primeiro, porque devias começar o dia com um pequeno-almoço que te desse energia e não com um simples copo de leite (que, além do mais, incha e não é nada bom para a saúde, mas isto já é outra história). Depois, delícias do mar? Isso é altamente superficial, cheio de Es e corantes. E depois há aí muita falta de variedade, como tu própria dizes. Porque não investigas outras dietas ou fazes mesmo a tua dieta com base na variedade dos alimentos e no exercício físico? E fruta, não te deixam comer fruta? Há frutas como a melancia que não têm praticamente calorias nenhumas e, além disso, é muito importante comer fruta e verdes para o organismo. É que uma dieta dessas desmoraliza qualquer um ao fim de dois dias... E o teu corpo vai ressentir-se na falta de energia. Mulher, tu procura outra dieta ;)

    ResponderEliminar
  11. Bom dia!
    Sigo este blog há pouco mais de três meses.
    Mas pelo que percebo, não tem que perder assim tantos quilos, certo?
    Perdi 8,5kg em 4 meses. Não passei fome, ainda que havia dias que me sentia desconsolada. Fui acompanhada pelo nutricionista quinzenalmente, o que me ajudou imenso.
    O meu plano alimentar continha mais refeições para que nunca chegasse a ter fome. Segundo o nutricionista comer de 2 em 2 horas é o ideal.

    8h00 - Café com leite magro + tosta integral com doce de morango light
    10h00 - peça de fruta + 1 bolacha maria
    12h00 - gelatina de 10kcal
    13h00 - sopa sem batata, sem sal e azeite (custa no inicio, depois habituamo-nos) 3 colheres de arroz ou uma batata e carne (preferencialmente branca...mas nunca segui muita à risca isso)
    1 café e um copo de água com limão.
    15h00 - gelatina
    17h00 - a mesma peça de fruta da manhã + meio pão integral
    19h00 - barrita de cereais
    20h00 - igual ao almoço (mas peixe)
    22h30 - iogurte magro + uma bolacha maria

    1,5L de água!!!
    Relativamente almoço e jantar, tentava fazer comida saudável, cozidos e grelhados, mas quando não me apetecia comia guisados, assados...
    A quantidade de carne ou peixe deve ser do tamanho da nossa palma da mão.
    Ao domingo comia uma sobremesa e sempre que andava mais em baixo comia um quadrado de chocolate preto.
    Experimente!
    Resulta!

    ResponderEliminar
  12. Olá!

    Perante tanto sofrimento e tanto desconhecimento não posso deixar de comentar.
    Isso não é reeducação alimentar, minha cara! Reeducação alimentar passa por incluir um leque muito variado de alimentos e confeções e ensinar a pessoa a controlar a quantidade que ingere ao longo do dia.

    Um beijinho.

    Merigi

    ResponderEliminar
  13. o problema dessas dietas (AR e 3P) está na sobrecarga proteica para os rins. Façam análises aos rins e à tiroide antes de começar e depois de um ou 2 meses e verão!
    E depois os «produtos» nada naturais e nada saudáveis...
    Aguinha, bom senso e tento na boca é que resultam!

    ResponderEliminar

Obrigada!