-->

Páginas

04 setembro 2013

Panquecas, celulite e um livro


 


Adoro panquecas. Mas farinha de trigo e perda de peso não são as melhores amigas do mundo. Então pus-me a misturar coisas até chegar à fórmula que adoro. Faço duas ou três variações, todas muito boas. Cá vai...


 


Ingredientes (2 panquecas):


1 ovo


Leite (uso magro sem lactose e ponho a olho, sem exagerar, para não tornar a massa muito líquida)


1 colher de sopa bem cheia de farinha de aveia


1 colher de sopa bem cheia de farinha de milho
Adoçante a gosto (ou sal, caso queiram usar isto como wrap - faço-o de vez em quando e também gosto muito)


 


Bate-se o ovo, junta-se o leite e as farinhas, põe-se o adoçante ou o sal e bate-se até envolver. Depois põe-se uma gota de azeite numa frigideira anti-aderente (há frigideiras que nem precisam de gordura nenhuma, mas não é o caso da minha), pincela-se para espalhar e junta-se metade da massa. Deixa-se dourar até o topo já estar pouco líquido e vira-se. Deixa-se alourar e já está. Repete-se o processo para o resto da massa e está feito.


 


Como podem ver nas fotos, eu costumo juntar fruta a isto... e adoro!


 


Variações disto: às vezes, em vez da farinha de aveia ponho farelo de aveia, só que a massa não engrossa tanto. Outra vezes troco a farinha de milho por polvilho doce (que é farinha de mandioca). Outras vezes ainda dispenso a farinha de aveia e faço com farinha de milho e polvilho doce.


 



Como sabem, preguiça é o meu nome do meio. Sou a pior pessoa do mundo no que toca a disciplinas com cremes e afins. Mas há uns meses achei que merecia investir num creme anti-celulítico. Só que como já me conheço achei por bem moderar o investimento e comprar um creme barato (afinal de contas, nunca acreditei muito nos resultados destas coisas e nunca tinha levado uma embalagem que fosse até ao fim - e sim, já usei cremes caríssimos, mas nem assim...). Comprei uma primeira embalagem, que pus na mala do ginásio. Ali não há como me esquecer: tomo o duche e besunto-me a seguir. Como percebi que até conseguia disciplinar-me, quando essa embalagem acabou comprei mais duas, uma para ter em casa e outra para levar para o ginásio. Já acabaram estas duas e hoje fui reabastecer-me. E porquê?

Porque, há coisa de uma semana, estava eu sentada de perna cruzada no sofá quando me lembrei de olhar e os milhares de buraquinhos que habitavam as minhas pernas estão muito (MUITO!) reduzidos! Não acreditei e achei que era eu que estava a ver mal. Tirei fotos. Não, não era eu que estava a ver mal: a minha celulite está mesmo a desaparecer. Acredito que seja uma combinação de tudo: da água que bebo, do exercício que faço, da alimentação mais cuidada que tenho. Mas acho mesmo que este creme tem ali uma quota-parte de responsabilidade. Custa €3,55 (agora a segunda unidade está com 20% de desconto), não é um rombo no orçamento e, aparentemente, é eficaz.





Um bocado cansada do ritmo mais lento de "O Leitor de Cadáveres", resolvi meter um policial pelo meio. Trouxe isto da biblioteca ontem. Já li quase metade. É viciante. Levezinho, descomplicado, mas um verdadeiro page-turner que não apetece largar.

7 comentários:

  1. Como é que nunca me lembrei que podia ir buscar livros á biblioteca????
    Tb estou a ler o leitor de cadáveres e estou a gostar

    ResponderEliminar
  2. De tanto ouvir falar nesse creme e pelo valor irrisório do mesmo, vou ter de experimentar.
    Comecei há coisa uma semana e meia a fazer um "tratamento" caseiro que vi num blog e que foi recomendado num programa do Dr. Oz. Consiste em fazer um esfoliante com café e aplicar nas zonas afectadas pela celulite duas vezes por semana. Então, mistura-se 1 medida (eu uso um copo) de pó de café com 1 medida de açúcar (se puder ser mascavado, melhor). Depois junta-se azeite q. b. e mistura-se bem. Não deve ficar líquido. O azeite deve ser adicionado apenas para humedecer e aglutinar a mistura anterior. Guarda-se num recipiente com tampa (um frasco ou alguma embalagem de plástico de cosméticos vazio). Aplica-se duas vezes por semana, com a pele molhada, em movimentos circulares, nas zonas afectadas. Depois é só retirar com água e tomar banho normalmente. Além de ser bom para a celulite, funciona como esfoliante. Ainda não posso atestar resultados como anti-celulítico, mas como esfoliante é fantástico e já noto diferenças nas minhas pernas que andavam a ficar cheias de pelos encravados.
    Faz um bocado de "chiqueiro" na banheira, mas nada que não se resolva. Quem sabe, em conjunto com esse creme, não me dá mesmo cabo da malvada celulite!

    ResponderEliminar
  3. Gostei da receita um dia destes tenho que a testar.

    As vezes desconfiamos quando as coisas são muito baratas, mas uma coisa é certa elas só funcionam se as usarmos. Eu também não sou nada disciplinada com cremes, uma desgraça mesmo. É bom saber que um creme tão barato ajuda no combate à celulite.

    ResponderEliminar
  4. Marianne, terminei ontem um policial que aconselho (embora não saiba se já conheces). É o "A sangue frio" e relata uma história verídica, o que torna tudo mais interessante

    ResponderEliminar
  5. Sei que o tenho algures cá em casa... Tenho que o procurar! Obrigada pela dica!

    ResponderEliminar
  6. Eu também estou a gostar, mas aquilo é um bocado descritivo e torna-se lento... Mas não é livro que vá deixar a meio! Este foi só uma espécie de intervalo para respirar!

    P.S.: A "minha" biblioteca é muito boa mesmo. Ainda ontem fui para lá de saco do Pingo Doce cheio, para devolver uns e trazer outros. No verão deixam trazer 10 livros durante um mês, renovável por outro mês, portanto rende. Tinha trazido 11 para mim e 6 para a miúda (ela também tem cartão). Não os li todos, mas li muitos. E, fora estes, já perdi a conta ao número de livros que li trazidos de lá! (Ontem trouxe mais cinco... can't help it!)

    ResponderEliminar
  7. eu já utilizei esse creme associado ao exercício a uma alimentação equilibrada e não notei diferença nenhuma, se calhar o segredo da tua perda de celulite é mesmo o desporto e a dieta :)

    ResponderEliminar

Obrigada!