-->

Páginas

21 abril 2014

Frente & Verso - Mágoas

Verso - da Margarida

Não calar. Dizer. Dizer sempre, mesmo que as palavras doam, que as consequências disso sejam aborrecimentos. Falar com os nossos amigos, com as nossas pessoas, com a nossa família é a melhor forma de termos relações boas, saudáveis. Eu era pessoa de não dizer. De calar e amuar tanta coisa. Mas as coisas não ditas, guardadas no íntimo do nosso coração, transformam-se em monstros gigantes em menos de nada. E por isso aprendi com a minha amiga-quase-irmã, que de facto o melhor é dizer. Porque quando somos importantes, quando as pessoas são importantes para nós, não podemos deixar espaço para mal-entendidos, para mágoas ou para dor. Não é uma questão de cobrança, é uma questão de verdade.
Quando algo nos magoa, há sempre vários factores a considerar: o que levou a pessoa a dizer/fazer o que nos magoou; a nossa disposição; a disposição da outra pessoa. Estas coisas, esclarecidas, podem revelar que aquilo que foi dito / feito não tem importância nenhuma, afinal. Ou podem revelar que tem imensa importância. No entanto, só saberemos quando falarmos sobre isso. E se não pudermos dizer a um nosso amigo que ele nos magoou, ou se não podemos dizer algo que o magoa – porque às vezes são coisas necessárias, ainda que duras – que raio de relação estamos nós a desenvolver?
Eu sou sempre a favor da verdade. De se falar sobre as coisas. De resolver os equívocos, os mal-entendidos, as mágoas. É isso – poder falar de tudo: o bom, o mau, o terrível, o maravilhoso – que distingue os nossos amigos dos nossos conhecidos, ou colegas. É obvio que isto é um processo: eu  também tenho dificuldade em partilhar coisas, muitas vezes. Sobretudo se são coisas menos boas. Mas estou a trabalhar nisso. Porque só assim conseguirei melhores amigos. E por consequência, só assim conseguirei ser melhor.
Na dúvida, falem sempre. Peçam explicações. Esperneiem. Chorem. Entreguem-se. Não cobrem, que a amizade não é relação de cobranças. Mas dêem e peçam tudo o que acham que merecem. A verdade é merecida. Não é cobrança. A vida encarrega-se do resto. Ela e os verdadeiros amigos.

[E a minha postura perante esta questão...]

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada!