-->

Páginas

02 maio 2014

Bucket list

Acho que todos nós temos uma lista (ainda que só imaginária, ainda que não organizada, não importa) de coisas que queremos muito fazer, de experiências que queremos muito ter, de coisas que queremos viver. Eu tenho. Queria muito viver sozinha, vivi sozinha durante quase cinco anos. Queria muito ir a Londres, fui em 2011. E por aí adiante.

A lista não é estanque. Há coisas que vamos descobrindo e que vamos incluindo na lista, outras que vão sendo esquecidas porque perdem importância ou pertinência. Eu, que sempre gostei muito de dançar, meti na cabeça há algum tempo que queria aprender a dançar kizomba. O que é que querem?, gosto daquilo. Chamem-lhe guilty pleasure, se quiserem, não me importo (e eu sou do mais suburbano que há, portanto tenho desculpa, ok?).

A Niki desafiou-me, desafiámos a Catarina (que acabou por não poder ir, pelo que teremos que combinar outro dia - ohhhh, que pena... NOT!), desafiámos a Erica. E fomos ontem. Aula aberta. A Niki sentada num canto a mexer no telemóvel (isto já é imagem de marca!), eu e a Erica a ver se nos orientávamos entre os um dois três, priméro, um dois três, sigundo, saída completa das princéééésas, um dois três, já me perdi, espera, já apanhei o ritmo novamente, um dois três, ao lado, agora cinco para trás...

Correu muito melhor do que eu esperava. Aquilo não é assim tãããããão complicado (ok, ignoremos o segmento Sr. Alberto que isso é kizomba de campeonato e ali não era o caso!). Carece de treino. E de mais uma aula. Niki, Catarina, Erica, quando vamos?

[E menos uma coisa na bucket list. Meia coisa, vá, que isto precisa meeeeeeeeesmo de treino, já disse??! Mas o básico já está. E gostei, pois que gostei, sim senhora!]

1 comentário:

  1. fazer uma bucket list: meio caminho andado para a concretizar :)

    ResponderEliminar

Obrigada!