-->

Páginas

22 maio 2014

Frente & Verso - Organização VS caos

Verso - da organizadíssima Margarida.

Eu não sei o termo é organizada. Agora, sei que sou uma pessoa que consegue fazer muita coisa em muito pouco tempo – isso põe-me na lista dos organizados, verdade? Ao contrário da Lénia, mesmo quando eu não tinha filhos – portanto, actualmente – as listas sempre fizeram parte da minha vida.
Assim que tenho algo para fazer – uma mala, um jantar, um compromisso que implique tarefas – a primeira coisa que faço é uma lista. Geralmente, em dias mais compridos, tenho uma lista de ‘to do’ no trabalho, também, para ir riscando à medida que vou fazendo as coisas. Desta forma consigo fazer tudo aquilo que quero no tempo em que quero. E não me esqueço de coisas em casa, que é coisa que acontece muitas vezes a quem só atira coisas para dentro da mala.
Confesso que me encanita o facto de as pessoas dizerem que não têm tempo para nada: acho sinceramente que é um bocadinho de falta de organização e de prioridades. Se temos muito que fazer priorizamos, fazemos uma lista e siga para bingo. Sem perder tempo que a vida não está para isso. Por exemplo, eu respondo aos mails assim que os recebo. Se não puder responder na hora, faço isso assim que tenha um tempo livre. Não se perdem mails, não nos esquecemos de coisas, não deixamos pessoas penduradas. E basicamente aplico isto a quase tudo: sempre que tenho algo para fazer, faço. Mesmo que isso implique deixar outra coisa a meio – lá está, prioridades.
Não sei se algum dia chegaria ao caos da Lénia de vários caixotes em casa: como mudo de casa montes de vezes – já falámos disso noutra ocasião – nunca tenho muito tempo para acumular tralha. Mas nas caixas que existem, sei exactamente o que está. Até porque tenho: uma para o IRS desde ano, outra para o do ano passado, outra para os documentos da casa, outra para documentos de trabalho, outra para documentos de viagens, outra para os anos que vivi fora outra para cartas e postais, outra para recordações de casamentos…portanto, tudo tem um lugar e está, por norma, devidamente separado e identificado. Sinceramente, a mim não me cheira a organização. Acho que é pura e simplesmente a melhor forma de encontrar aquilo que quero rápido e ‘indolorosamente’ – além de que é preciso que alguém saiba onde as coisas estão, lá por casa.
A Lénia diz que é organização. E se ela diz, acho bem.

[E o meu lado, que sou o caos em forma de gente!]

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada!