-->

Páginas

25 maio 2015

Do fim-de-semana (lado A)

No sábado entreguei dois bolos de manhã, andei a correr entre compras, de maneira a poder estar pronta para sair de casa logo a seguir ao almoço. Programa das festas: apresentação da colecção de Verão da Natura, no Meco. A minha gémea convidou-me para ir com ela (a Natura convidou uma série de bloggers e cada blogger podia levar uma amiga - eu fui a amiga da Susana) e lá fomos nós para o Gula do Meko. Ora bem, ponto prévio: eu nunca tinha ido ao Meco. Yep. Eu sei que aquilo é uma espécie de paraíso e sei que aquilo é perto de Lisboa. Mas eu sou pouco de sair da bolha e pronto, nunca tinha calhado. Ignorando o facto de que, para mim, a combinação autocarro+curvas a dar com um pau não é uma combinação feliz, a coisa fez-se. Chegámos lá e tínhamos uma equipa vasta à nossa espera. O restaurante estava transformado em showroom e a ideia era que cada uma de nós escolhesse um conjunto para vestir. Depois ficaríamos com essa roupa vestida e a festa continuaria. Foi a loucura. Imaginem um batalhão de mulheres com vários cabides disponíveis: pronto. Entre despe-veste-não serve-despe-veste-vai-procurar outra coisa-gosto mas isto ficava melhor com uma blusa de outra cor-despe-veste-afinal acho que gosto mais do vestido-despe-veste-os sapatos que eu queria não há no meu número-despe-veste-calça-descalça-calça outra vez, às tantas tínhamos o gurpo todo vestido, calçado e composto. Siga para a maquilhagem: quatro exímias artistas a tratarem de nos dar um ar saudável. E siga para a rua. Fotos com o urso. Fotos sem o urso. Come. Bebe. Espera, há sushi, siga para o sushi. Tenta lá encher um copo de sangria sem dar banho a ninguém (missão impossível: check). Agora tenta lá descer para a zona onde estão os DJs a tratar de fazer da festa um sunset como deve ser - detalhe: tens calçadas umas sandálias de plataforma que, pese embora sejam mega confortáveis, não deixam de ser uma sandálias altas, de plataforma, repito. Lá em baixo, mais um bar (mais sangria, segura-me aqui o aquário do gin, espera, isto está mesmo bom!), uma banquinha da Magnum (juro que não comi nenhum, mas provei um de café e aquilo é bom... razão precisamente pela qual não comi nenhum - mas bebi e, calorias por calorias, acho que mais valia ter virado um Magnum. Ou dois!) e os dois meninos DJs (giros nas horas), Filipe Gonçalves e André Henriques. Muita dança, muita palhaçada, muita gargalhada e, do lado de fora do recinto, uma fila de carros parados para ver o que se estava ali a passar. Vi gente a dançar em cima de capots, só para que saibam. Faltou dizer que estava um fim de tarde brutal, com um calorzinho bom, mesmo a puxar por nós. A companhia estava excelente, a agência que organizou a coisa fez um trabalho do caraças (mesmo!! Deusmalivre de organizar um evento para um batalhão de mulheres, credo!!), a equipa da Natura era super simpática, o catering estava óptimo. Tudo cinco estrelas, portanto. Gostei mesmo!! A Natura ofereceu-nos as roupas que escolhemos e eu, que ainda não me habituei ao facto de que a Natura já não é só a loja dos incensos e das velas, aprendi umas coisas. Deu ainda para matar saudades de uma amiga com quem não estava há anos e anos - e o que nos rimos a recordar os nossos tempos de jantares em minha casa e saídas para dançar?? Foi tão bom!!

Portanto, agradeço o sábado à minha gémea linda, que me deu a oportunidade de ir curtir esta festa, e à Natura que proporcionou isto tudo. Foi top!!
 Olha agora com urso...
 Olha agora sem urso...
A fazar pandant...
 Não esperem momentos normais se nos juntarem, 'tá?
 Catarina e o açúcar
 Parte do grupo
 E salta Natura e salta Natura, olé, olé...
 Eu avisei que eles eram giros...
E, para mim, a foto que resume a nossa amizade.

1 comentário:

Obrigada!