-->

Páginas

01 dezembro 2015

Agradecer

Na semana passada celebrou-se o Dia de Acção de Graças, festividade que, por cá, não é celebrada. Mas devia ser. Mais importante do que pedir, acho, é agradecer pelas coisas boas que temos (e pelas menos boas que nos ensinam e que nos permitem melhorar).

Sou mesmo muito grata pelo tanto que tenho na minha vida:
- uma família unida, os meus pais perto de mim, os meus filhos saudáveis, o meu marido.
- um trabalho que amo. Não - vou reformular: um trabalho que AMO.
- amigas de sempre, que estão sempre lá, mesmo que não estejamos fisicamente juntas com frequência.
- uma equipa de trabalho como nunca tive: já tinha tido equipas muito boas, onde fiz amigos para a vida, mas nunca trabalhei com uma equipa tão unida como esta. Estamos sempre juntos, fazemos programas que não têm nada que ver com trabalho, somos amigos.
- o meu desporto, partilhado com a minha filha.
- a escrita. Estar a conseguir levar o meu livro adiante, conseguir manter-me à tona, conseguir tirar um prazer imenso dos bocadinhos que passo a escrever.
- os hobbies que tenho: os livros que leio, dançar, sair com amigos, as séries que vejo.

Não há nada que me impeça de ser realmente feliz. Há muito tempo que não me sentia assim, feliz a 100%. Agora sinto e isto é priceless. E merece ser agradecido todos os dias, sempre. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada!