-->

Páginas

07 janeiro 2016

Então e livros?

Ora bem, 2016 é o ano de terminar de ler os livros que fui deixando a meio. Sou perita nisto: estou a ler qualquer coisa - que até pode ser boa - mas sai um livro qualquer que eu quero muito ler e... eu vou a correr comprar e começo a ler na caixa, ainda antes de o pagar. E o outro, que até podia estar a ser ok, fica de lado. Entretanto acabo o tal que queria muito ler e, em vez de voltar ao anterior, não... sigo viagem e pego noutra coisa qualquer. Se calhar isto justifica os mais de 100 livros que tenho por ler cá em casa. Um exagero, bem sei.

Portanto, este ano quero varrer estas coisas que ficaram paradas a meio. Claro que vou ter de andar um bocado para trás nas histórias - para não dizer que vou ter de começar tudo de novo. E claro que este ano vão ser lançados livros que vou querer muito ler na hora - e é óbvio que fico imensamente mais pobre se não os começar a ler assim que saem da gráfica (óbvio!!). Isto para dizer que plano é bom mas... a ver se consigo cumprir.

(E o que é que ando a ler? Pouca coisa:

- Shatter, Michael Robotham
- As Noivas do Sultão, Raquel Ochoa
- Ensaio Sobre a Cegueira, José Saramago
- O Cego de Sevilha, Robert Wilson
- A Profecia Celestina, James Redfield
- Galveias, José Luís Peixoto
- Mustang Branco, Filipa Martins
- Uma Pequena Casa de Chá em Cabul, Deborah Rodriguez

(E entre estes há, obviamente, uns quantos que estão pendurados há muito, muito tempo... Sou incorrigível, é o que é!)

3 comentários:

  1. Gosto de a ler com mais regularidade. Sinto que a lleio tal como é e que escreve com o coração, sem pretenciosismos. :)
    Acho que já escreveu algures, mas esta apaixonada por livros gostava de saber quais são, para si, outra apaixonada, os 10 melhores livros que já leu. Ou 15 vá ;) beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assim sem pensar muito no assunto:

      - Ensaio sobre a cegueira, José Saramago
      - Trilogia "As Faces de Victoria Bergman", Erik Axl-Sund
      - Messias, Boris Sterling
      - O Suspeito, Michael Robotham
      - Mil Sóis Resplandecentes, Khaled Hosseini
      - Amor em tempos de cólera, Gabriel Garcia Marquez
      - O Luto de Elias Gro, João Tordo
      - Perguntem a Sarah Gross, João Pinto Coelho
      - A Rapariga que roubava livros, Markus Zusak
      - Incendiário, a Pequena Abelha e Menina de Ouro, Chris Cleave
      - Os Rostos do Mal, Ruth Newman
      - À Espera de Moby Dick, Nuno Amado
      - Trilogia "O Século", Ken Follett
      - Os Pilares da Terra, Ken Follett
      - A Catedral do Mar, Ildefonso Falcones
      - A Sombra do Vento, Carlos Ruiz Zafon
      - Pássaros sem Asas, Louis de Berniéres
      - Memórias de uma Gueixa, Arthur Golden
      - Evangelho Segundo Jesus Cristo, José Saramago
      - Hotel Memória, João Tordo

      Claro que houve muito mais livros que me apaixonaram, mas estes são aqueles que aconselho a quem gosta de gastar o tempo entre páginas, a viver vidas que não são as nossas.

      (Obrigada por estares aí!)

      Eliminar
  2. Ahhhh sou tal e qual como tu �� às vezes castigo-me a mim mesma e quando vou para comprar volto a por na prateleira ������ a verdade é que tb tenho que terminar tudo o que tenho a meio �� Beijinhos!

    ResponderEliminar

Obrigada!