-->

Páginas

11 janeiro 2016

O que mudou

No sábado olhei para uns calções que comprei no Verão passado e que nunca usei porque, na verdade, não me serviam (e, this being said, nem sequer sei porque é que os comprei - porque os adorei, acho!). Decidi experimentá-los. O que aconteceu está na foto da esquerda. Depois, porque não tinha noção do real impacto da coisa, fui aos arquivos fotográficos resgatar uma foto de Outubro (que não é sequer da altura em que estive mais gorda - depois disto, ainda acrescentei uns 3kg ao estrago).

Juntei as duas fotos e senti o queixo cair-me. Não dei por isto acontecer. De repente, olho para a esquerda e gosto do que vejo. E permito-me a vaidade. E torno a olhar. E penso: bolas, sou eu...

Ainda não acabei. Não é um processo terminado. Nunca será. Quando chegar aos menos quatro quilos que me falta perder, o objectivo será outro qualquer. Ou nenhum que tenha que ver com peso. Porque agora já não tem muito que ver com peso, na verdade. Agora, o que quero é o meu cinto vermelho. Depois o castanho. Depois o preto. E os 10km. E a Meia-Maratona. Uma ou várias. E os trails. Não é a chegada. É a viagem. E está a ser uma viagem gira e que está a dar-me um gozo do caraças. Não pelo que vejo quando olho para as fotos ou para o espelho, mas por saber que sou capaz. O que vejo é apenas um bónus - mas é um bónus do caraças.

1 comentário:

  1. Que diferença fantastica. É exactamente por isto que nos devemos fotografar a nos proprias, poque muitas vezes só assim conseguimos ver as diferenças.

    Blog - Desabafos e Coisas

    ResponderEliminar

Obrigada!