-->

Páginas

21 janeiro 2016

Vermelho



Ontem recebi o meu cinto vermelho. Em mais do que um sentido. Cinto à volta da cintura, posto pelo Kyoshi. E cinto no programa de treino: deixei de fazer sequências intermédias e passei a treinar "para cima", com castanhos e pretos. Claro que me perdi no que estava a fazer. Mas tentei. Insisti. Tentei acompanhar. E ouvi logo um "estás a treinar para cinto castanho... prepara-te", assim em jeito de "abre a pestana e mexe-te".

Não foi só a cor do cinto que mudou. Foram as exigências e as expectativas. E foi a responsabilidade. E a vontade. Portanto, subimos aqui um nível e agora é preciso reajustar as respostas. Agora já sei ao que vou, já sei o que se espera de mim... e também já sei que isto tudo vai exigir treino... fora do dojo: preciso de ganhar agilidade, flexibilidade e força. Está-se mesmo a ver: continuam as corridas, começam os treinos de força em casa (é o que há e não tenho tempo/t€mpo para ginásios) - vou dar uso aos pesos, às caneleiras, à corda de saltar, ao elástico e às pernas, no geral. E isto tudo vai resultar e vai fazer com que eu consiga treinar mais e melhor no dojo. É que Julho é já ali e não tarda há exame outra vez... 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada!