-->

Páginas

02 junho 2016

Rock in Rio, Samsung e...

Então o que é que sucede?

Sucede que a Youzz, que é uma plataforma de experimentação de produtos, foi muito querida e mandou-me um convite duplo para o Rock in Rio, oferta que teve o apoio da Samsung. Proposta deles: ir ao RiR, curtir o dia e ir ao espaço da Samsung experimentar cenas: a câmera 360º e o Samsung S7 Edge.

Aceitei o desafio. O convite era para dia 19. Ora, dia 19 era dia de Xutos (odeio) e de Bruce Springsteen (não sou fã). Convidei uma amiga rockeira e fomos. Ia disposta a aproveitar o momento e assim foi. Só vos digo... acabei rouca: fartei-me de cantar (berrar...?) no concerto dos Xutos... (não gosto, mas conheço as músicas, 'tá?).

Voltando atrás: antes de começarem os concertos, e enquanto ainda era de dia, tratei de ir inspeccionar o bichinho, aka Samsung S7 Edge. Bom, na verdade, resolvi alinhar no passatempo que havia à entrada do stand: tratar de mandar dois telefones para a água, usando apenas umas pistolas... de água. Sim, aquilo é à prova de... água. E eu, que sou pessoa que curte umas Nerf wars aqui no escritório, diverti-me à brava com a brincadeira. Afoguei o telefone com dois disparos e depois matei o da minha amiga com mais um (se alguma vez precisarem de um sniper... podemos conversar sobre o assunto!).

Depois fomos experimentar a câmera (fotos, mais fotos, muitas gargalhadas e aquilo é giro, sim senhor). E o telefone? Bru-tal. Mesmo. Giro, giro, giro. Impossível não o comparar ao iPhone 6S, óbvio. Mas este é mais bonito porque não tem arestas, é assim todo arredondadinho... (tão bom para me escorregar das mãos... eu e o meu jeitinho, claro...). Imagem brutal, dá vontade de o adoptar assim logo ali. Não deu. Pena.

Sucede também que tive de comprar um telemóvel (comprar mesmo assim do verbo comprar, não do verbo escrever um post a chorar-me ou mandar mails às marcas a cravar telefones...) e, se tivesse mais seiscentos euros a pesarem-me nos bolsos, tinha sido mesmo um S7 Edge a ir morar lá para casa. Mas pronto, só precisava de um telefone bonzinho mas básico e não sou nem rica, nem blogger famosa (ou pedinchas...) e, portanto, comprei o que a minha carteira podia comprar. Por agora, terá de servir. Pode ser que me saia o Euromilhões entretanto, vá.

[Obrigada, Youzz!! Foi muito divertido!]

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada!