-->

Páginas

27 outubro 2016

Mãe

Hoje de manhã, com os miúdos a caminho da escola, recebi um telefonema da minha mãe. Queria saber se eu estava perto e se queria beber um café com ela. Estava e claro que sim, queria!

Deixei os miúdos, estacionei e bebemos um café enquanto pusemos a conversa em dia. Fui trabalhar, ela foi tratar do almoço e a vida seguiu.

Entretanto parei para pensar. E lembrei-me de Setembro de 2014, ela deitada na cama do hospital, sem se saber muito bem qual seria o desfecho daquilo tudo, sem se saber se ela voltaria para casa ou o que aconteceria a seguir. E agradeci. É uma bênção do catano, uma sorte do caraças continuar a poder receber telefonemas destes (que são agora raríssimos, porque a vida é assim) e continuar a poder beber cafés com a senhora dona mãe.

1 comentário:

  1. E que bem que sabem estes mimos, tanto os telefonemas como os cafés. Força nesta nova fase!

    ResponderEliminar

Obrigada!