-->

Páginas

03 outubro 2016

O que vem depois do fim

Acontece-me sempre isto: acabo um livro muito bom e demoro imenso tempo a encontrar o próximo livro que vou ler. Acabou de me acontecer. Li os sete livros e meio da série Robert Hunter, do Chris Carter. Aquilo é fabuloso. Assim muito melhor do que qualquer coisa que eu tenha lido - taco a taco com a Trilogia Victoria Bergman, da Dupla Erik Axl-Sund, que não me sai do coração tão cedo. Mas o senhor Carter tem requintes de malvadez (e eu não quero levantar boatos mas, FBI, se me estás a ler, se calhar era boa ideia, não sei, ir ver onde é que andava o senhor Carter nas datas em que foram cometidos os crimes mais retorcidos da história e que ainda estão por resolver... Não sei, é só uma ideia, vá...). Aquilo começa bem... e vai por aí acima, sempre a escalar. Quando achamos que não pode ser pior do que aquilo (e por "pior" entendam "melhor e ainda mais retorcido"), vem ele e tau, toma lá morangos. Um mimo.

Vocês já me conhecem. Eu não aconselho nada que seja menos do que fabuloso. Posto isto, leiam esta porra. Só há dois traduzidos cá, vai demorar a sair a série completa (se é que alguma vez vai sair...), mas se se entendem a ler em inglês - e aviso já que não é preciso ter-se sido amigo íntimo do Shakespeare para entender aquilo na boa - tratem de ler isto. Se gostam de gente morta, isto é. Muito morta, na verdade. Sentido puramente ficcional e literário, obviamente. FBI, PJ, escusam de vir cá para o meu lado, que eu só gosto de ler sobre isto. Não é nada que tencione praticar, ok?

Bom, dizia eu que depois de livros deste calibre, que me deixam sem fôlego, é mesmo muito difícil arranjar alguma coisa igualmente boa para ler. Normalmente o que faço nestas alturas é mudar de género literário. Estava a ler policial? Troca para romance contemporâneo. Acontece que esta transição nunca é pacífica e envolve sempre dois ou três livros abertos, que acabam com 20 ou 30 páginas lidas - o suficiente para perceber que não é altura certa para ler aquilo e que aquilo não me vai encher as medidas.

Foi o que me aconteceu agora. E acho que já encontrei a próxima vítima: "A Última Noite em Tremore Beach", Mikel Santiago. Depois dou notícias. Era isto. Obrigada e boa semana!

9 comentários:

  1. Como as tuas sugestões acertam sempre nas minhas expectativas, lá terei que ir investigar! Obrigada :D

    ResponderEliminar

  2. Deixo-te uma sugestão: Um, Dó, Li, Táde M. J. Arlidge
    Acho que vais adorar!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já li e gostei, sim. Mas estes dão mil a zero...

      Eliminar
    2. Já li e gostei, sim. Mas estes dão mil a zero...

      Eliminar
  3. A verdade sobre o caso Harry Quebert! :)

    ResponderEliminar
  4. Estou a ficar cada vez mais curiosa! Tenho que ir a procura.

    ResponderEliminar
  5. Há sempre. (Manda-me mail, sff: marianne.notsofast@gmail.com)

    ResponderEliminar
  6. Há sempre. (Manda-me mail, sff: marianne.notsofast@gmail.com)

    ResponderEliminar

Obrigada!