-->

Páginas

20 março 2017

Ao pai dos meus filhos

Já não somos um casal, mas continuas a ser o pai perfeito. Já não somos um casal, mas continuas a ser a melhor escolha que eu fiz na vida. Não me arrependo dos anos que passei contigo. Porque foram maravilhosos enquanto o que nos uniu foi amor. E porque deles resultaram aqueles dois miúdos que te chamam Pai.

Poderia mudar muita coisa na minha vida. Nunca mudaria o facto de tu seres o pai deles. Só tenho de te agradecer pelo pai que és para eles. Pela forma como os tratas, como os amas, como os guias. Por seres o rochedo em que eles se apoiam. Por fazeres equipa comigo. Não funcionamos enquanto casal, mas somos imbatíveis enquanto pais. Espero que consigamos sempre manter esta ligação que nos une e espero que, juntos, façamos sempre o melhor por eles.

És o Melhor Pai do Mundo. Nunca te esqueças disso, prometes?

6 comentários:

  1. Das coisas mais preciosas que tenho na vida é o facto de os meus pais, divorciados desde os meus seis anos, terem uma boa convivência, de conversarem um com o outro, de nos permitirem juntar a família toda nos dias especiais. Os filhos não precisam dos pais juntos, precisam dos pais felizes :-)

    ResponderEliminar
  2. Gostava de conseguir escrever isso um dia.

    ResponderEliminar
  3. Foi dos posts mais bonitos que já li sobre o "amor"

    ResponderEliminar
  4. Tenho tanta pena não poder dizer o mesmo do pai das minhas filhas. Mesmo hoje, com uma com 18 e outra com 28 tenho de ser mãe e pai para minimizar essa ausência truculente que ele impõe. Parabéns.

    ResponderEliminar

Obrigada!