-->

Páginas

10 abril 2017

Uma década

Fez ontem dez anos que, num dia de muito calor, guardei um teste de gravidez no bolso de trás das calças e fui à minha vida. Minutos depois, quando aquilo me começou a incomodar, lá me lembrei de espreitar o resultado. E o resultado é uma morenaça de cabelo comprido que adora arrancar dentes porque isso significa mais uma moeda. O resultado é uma miúda que adora ler, que adora ser igual a mim mas que tenta demarcar-se para não ficar à sombra (e eu acho muito bem). O resultado é uma pessoa que me desafia para lá dos limites, que embirra como o irmão só porque ele existe (os ciúmes... poderosa arma letal, caramba!). O resultado é a miúda que, não sendo a miúda mais bonita do mundo, é a minha miúda mais bonita do mundo. A miúda que, tenha a idade e o tamanho que tiver, vai caber sempre no meu colo. A miúda que, faça o que fizer, vai ser sempre o meu amor maior.

Dez anos de maternidade. Dez anos de uma montanha-russa potente. Dez anos de muitas dúvidas, de poucas certezas e de muita aprendizagem. E ainda não sei nada sobre isto de ser mãe.

Olhando para trás, fazia tudo novamente. Tudo. Neste timing, desta maneira. Porque ganhei a melhor prenda de todas: a minha Marilú.

1 comentário:

  1. Parabéns!! :) Podem passar décadas e décadas e acho que nunca saberemos "ser mães". O importante é que sejam todos felizes. Juntos. Beijinhos

    ResponderEliminar

Obrigada!