-->

Páginas

14 dezembro 2017

The Only Living Boy in New York


Este ano dediquei-me ao cinema. Depois de andar anos a ver meia dúzia de filmes em 365 dias, este ano decidi que tinha de colmatar esta falha de alguma maneira. Estamos quase no fim do ano e este foi o 93º filme que eu vi. E um dos melhores.

A história é interessante e tem um twist final que me deixou meio... WTF...?
Mas os pontos fortes nem são estes. Isto não é um filme. É cinema. A fotografia, a realização e a banda sonora são os ingredientes principais. Os actores são quase elementos secundários aqui. Funcionam muito bem juntos (não amei a Mimi, mas todos os outros yes, please), dão corpo à história mas... quando a música sobe, quando os planos contam parte da história, quando não há diálogos mas há movimento... acontece magia.

Amei. Aconselho vivamente

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada!