-->

Páginas

12 junho 2018

Conteúdo

Dei por mim a pensar por que é que escrevo pouco por aqui. Não tenho uma agenda de produção de conteúdos. Não promovo marcas. Não tenho a pressão dos números. Claro que me sabe bem ver que num dia tive 1000 e tal visitas, mas não vivo a pensar nisso (e raramente me lembro de ir ver, confesso).

Escrevo quando tenho alguma coisa que quero registar - para mim, um blog continua a ser um diário virtual e é para isso que serve. Escrevo quando quero partilhar alguma coisa, seja uma experiência ou uma opinião, por exemplo.

O meu conteúdo primordial vai ser sempre a ficção. É por isso que vou escrevendo aqui pequenos textos nestes moldes. Acabo por usar isto como sítio onde guardo algumas coisas e dou a conhecer o que escrevo - se bem que, quem me lê, sabe perfeitamente o que eu escrevo e como e porquê.

A minha vida pessoal tem pouquíssimo interesse: trabalho, pago contas, crio dois miúdos e um gato, faço compras, limpo, lavo, cozinho, treino... Tudo igual ao resto do mundo. O que me interessa guardar disto são alguns momentos que, se não tivesse o blog, acabaria por esquecer. Não me interessa explorar intimidades, não me interessa expor pessoas (os meus filhos e/ou eventuais pessoas que entrem na minha vida), já se sabe. Por isso isto é cada vez menos sobre a minha vida pessoal e cada vez mais sobre o resto. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada!