-->

Páginas

26 julho 2018

One Red Crow #10



A cada passo que dava o mar engolia-me mais. Procurei a ponte. Do lado de lá estavas tu. À minha frente, a água, quase como um mantra, era enganadora. Engoliu o caminho que me levaria a ti. Dividi-me entre a certeza de conseguir alcançar-te e o peso mortífero de não saber nadar. Entende: eu atravessaria todas as pontes, mas seria incapaz de aventurar-me em águas turvas ou cristalinas, tanto faz. Talvez fosse o medo. Ou a incerteza. Do lado de lá da ponte agora submersa, o teu sorriso era o vislumbre cravado na carne. Erguidas para fora da água, mil estacas que sustentavam a ponte. E eu, pés na água até aos tornozelos, eu e a minha certeza de que não seria capaz. Por amor atravessaria todas as pontes. Ou talvez não te amasse o suficiente para mergulhar.

| Fotografia de João Corvo |

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada!