-->

Páginas

12 setembro 2018

One Red Crow #12



Talvez tenhas pensado que o vazio era agora o que te preenchia. Um balão de ar, uma coisa que não se sente e que mesmo assim pesa tanto dentro do peito. Talvez tenhas respirado de alívio. Foram anos de caminhos opostos e joelhos esfolados, sacudir a gravilha, soprar o ardor que fica e tentar caminhar de novo. Talvez tenhas pensado que era apenas questão de tempo, haveria de chegar o dia em que a estrada se faria em sentidos opostos. Ambos sabíamos que não era este o nosso destino. Apanhámos um comboio onde faríamos uma pequena viagem, trocaríamos de carruagem algures a meio. Disse-te que tinha chegado o momento. Não sorri nem me despedi. Disse apenas É agora. Virei costas e comecei a andar devagar. Por cima do ombro, fotografei-te. A imagem que guardo de ti é esta de solidão e resignação. Aquela és tu. Aquele sou eu.


| Fotografia de João Corvo |

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada!