-->

Páginas

08 outubro 2018

Setembro foi... Outubro vai ser...

Tenho carradas de coisas para contar e se calhar devia dividir isto por assuntos....

Bom, começo por dizer que decidi organizar a publicação de posts de maneira um bocadinho diferente, daqui em diante. A ideia é ser mais assídua e, perdoem-me a redundância, mais organizada. Vou começar uma série de rubricas para manter a coisa mais ou menos esquematizada e para eu não me perder (e não deixar isto ao abandono).

Vou fazer uma espécie de recap do mês que passou e contar um bocadinho do que espero do mês que agora entrou...

Setembro foi...

1.
Fiz um workshop de Urban Kiz, nível avançado, com três pares brutais, entre eles os meus professores disto (além das aulas de kizomba, com o Diogo e a Luísa, que eu adoro, comecei a fazer aulas de Urban, que é uma espécie de derivação da Kizomba: música mais electrónica, posturas mais rígidas, mais rectas, maior criatividade, maior margem para inventar, influências, entre outras coisas, de tango, bachata e hip hop) e um dos bailarinos internacionais que eu tenho debaixo de olho desde que me meti nisto, Azzedine. Queria muito dançar com ele e... aconteceu. Eu, rookie nisto, a dançar com um dos monstros mundiais de Urban foi só das melhores coisas dos últimos tempos. (Se quiserem experimentar uma aula de Urban, é às 2ªs, das 20h às 21h, em Algés; Kizomba é às 4ªs, das 21h às 22h, em Massamá. Basta falarem comigo que eu agilizo tudo. Venham! É fabuloso!)


2.
O Caramelo chegou para ficar. Voltei com ele ao veterinário, para lhe fazer o teste do FIV e do FELV. Deu negativo para ambos. Portanto agora é vacinar o bicho e fazer as apresentações à fera residente. Já lhe dei a primeira dose da vacina; levará a segunda no início de Novembro e depois avançamos. Continua a fazer jus ao nome: tão doce que se torna peganhento! Se me apanha no sofá, abanca em cima do meu peito a ronronar. Lambe-me o pescoço sempre. E, quando se farta, vai para o sofá, colado a mim, e pousa uma pata em cima do meu braço. Acho que é um bocadinho (muito!) territorial. Estamos todos encantados com o bicho, apesar do rasto de destruição que ele deixa (acho que as únicas duas plantas que consegui manter vivas desde que me divorciei têm os dias contados...)


3.
Deixei de comer carne há uma semana. Foi uma decisão sobre a qual não pensei muito. Há quatro anos e meio, num impulso, tinha estado três semanas sem carne e senti-me lindamente. Na altura, a ideia era apenas desintoxicar um bocadinho o meu organismo, não foi uma coisa que eu achasse que ia durar muito tempo. Agora o mindset é diferente: quero mesmo não voltar a comer carne. Se acontecer, ninguém morre (a não ser o animal que eu coma), mas não tenciono estar muito aberta a excepções. Até agora, foi fácil gerir. Bom, na verdade, estive doente na semana passada e isso envolveu não comer quase nada, mas ainda assim...

A parte gira disto é que a minha marida deixou de comer carne exactamente no mesmo dia que eu. Sem termos combinado nada, sem termos tido uma conversa que fosse sobre este tema. Escrevi um post no Facebook sobre este assunto, ela leu exactamente quando ia contar-e a decisão dela... e pronto! Mesmo quando não planeamos, estamos alinhadas (e isto facilita imenso os jantares em casa de uma e da outra - que não acontecem há imenso tempo!!). 


Outubro vai ser...

1.
Com muita pena minha, parece que o Verão tem os dias contados... Se, por um lado, me chateia deixar as sandálias e os tops (e chateia-me mais ainda quase não ter feito praia este ano, depois do ano brutal que foi 2017!), por outro, a descida de temperatura traz uma coisa que eu adoro e de que preciso: mood para escrever. Portanto, Outubro vai ser o mês em que regresso à escrita do meu segundo romance. Não me quero impor deadlines, mas gostava de, daqui a um ano, andar a bater com a cabeça nas paredes por causa das revisões...

2.
Andei na balda com os treinos, depois adoeci, depois, depois, depois. Bom, chega. É tempo de regressar em força, com foco e a saber para onde vou. Andei a mexer no meu plano de treino (nada muito radical, só uns pequenos ajustes), e estou pronta para avançar. O facto de ter perdido peso por causa da doença que tive ajuda a que esteja de novo mais focada nisto.

3.
Quero experimentar sítios novos. Ando há imenso tempo a namorar o Boa Bao, quero ir conhecer o Amélia e o Zenith... Tudo sítios onde sei que me safo sem ter de comer saladinhas de alface e latas de atum!

E pronto, está feito o resumo da jornada! E vocês? O que é que vão andar a fazer em Outubro?

4 comentários:

  1. Eu só penso numa coisa. NY. NY. NY. Acho que entrei na fase de não dormir a sonhar com a viagem. Já não me aguento a mim mesma. Mas antes ainda tenho uma filha a fazer anos. Quero ir mais vezes ao cinema e retomar os livros que têm andado um bocado abandonados. E tu sabes que eu adoro o tempo que aí vem. ❤️ De Outubro até Dezembro sou um bocadinho mais feliz do que no resto do ano.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vou querer um mega report dessa viagem!!! É uma das minhas viagens de sonho e neste momento estou com um bocadinho de inveja tua, confesso!!

      Eliminar
    2. Se eu for e vier inteirinha da silva...(you know I have issues with flying) prometo report detalhado. Só vou acreditar quando os meus pés pisarem lá naquele chãozinho americano.

      Eliminar
  2. Eu não como carne há 15 anos:) só faço para o marido e filho! Boa sorte na jornada!
    Filipaxf

    ResponderEliminar

Obrigada!