-->

Páginas

26 julho 2019

Disclaimer

40 anos e ainda dou comigo a justificar coisas em mim. "Sou assim porque...", "eu digo isto mas,..." e afins são coisas que facilmente me ouvem dizer. Porquê? Não faço puto de ideia. É como se sentisse que preciso de pedir desculpa por ter opiniões e formas de agir, como se precisasse de me barricar antes sequer de me sentir atacada, uma espécie de devesa antecipada, já a prever o que possa vir de encontro a mim. Uma estupidez.

A parte boa é que, tendo consciência disto, cada vez menos caio neste erro. Já estou a chegar àquele ponto em que me preocupo... zero. Ainda não estou no zero-zero, mas para lá caminho... e é libertador, até porque pedir desculpa por sermos como somos é mais ou menos como insinuar que haveremos de mudar. E até podemos fazê-lo. Mas que seja por nós e não pelos outros. Porque os outros... bem, sejamos nós como formos, arranjarão sempre maneira de criticar. E aos 40 já temos idade para saber que nunca agradaremos a toda a gente (da mesma maneira que nós não gostamos de tudo quanto nos passa pela frente) e está tudo bem.

[Fim do momento Gustavo S@ntos. Podem seguir viagem rumo ao fim-de-semana. Obrigada e boa tarde.]

2 comentários:

Obrigada!