-->

Páginas

09 setembro 2019

Bullet Journal - Decorações & Mariquices

Ora então, antes de mais, boa segunda-feira a todos e boa semaninha, sim?

Vamos falar de bonecada? 
Esta coisa de usar um bullet journal é muito gira e tal, mas pode assustar. Se procurarem pelo tema nesse antro de perfeição que é o Pinterest, vão deparar-se com coisas nível Louvre. Não têm de fazer igual, ok? Não precisam de ser o Van Gogh para manter um bullet journal. 

Eu gosto de desenhar. É uma coisa que me faz desligar de tudo e serve para descomprimir. Então, todos os meses escolho um tema de que goste e faço tudo a partir daí: escolho as cores que quero usar e penso na maneira de montar uma coisa minimamente coerente. 

Para Setembro, apetecem-me faróis em tons de azul e vermelho. É aquela cena marinheira gira e meio retro. 


Bom, eu faço sempre umas páginas que me dão um jeitaço, mas a maravilha do bullet journal é que ninguém manda em nós e cada um faz como quiser. 




Portanto, uso um Mood Tracker porque é uma boa forma de ter uma percepção de como foi o meu mês. Desta vez fiz assim, em círculo (e calculei mal a coisa e deu aquele extra vermelho que... enfim...). Há mil maneiras de fazer isto, obviamente. Querem ver

O Sleep Tracker ajudou-me a perceber que tenho de me deitar mais cedo e que tenho de largar a porra do telemóvel quando vou para a cama. Mas percebi que até durmo mais do que pensava...

Por fim, o Habit Tracker é uma óptima maneira de mudar e solidificar hábitos. Eu tenho as minhas categorias de eleição, mas é à vontade do freguês. Graças a isto, não me esqueço de tomar os meus suplementos e não vou para a cama sem tirar a maquilhagem, por exemplo.

Então e como é que podemos ter um bullet journal giro sem sermos artistas plásticos ao nível da Bienal de Veneza? 

Fácil: autocolantes, washitapes e recortes vários!



Estes dois últimos exemplos são do meu mês de julho, que dediquei ao fundo do mar - fartei-me de desenhar anémonas e de pintar fundos do mar em aguarelas. 

Portanto, onde é que isto se arranja? Aliexpress e Tiger, por exemplo. A Tiger tem tido uns conjuntos de autocolantes giros e coloridos que ajudam bastante. E o Aliexpress é um mundo onde só não conseguem comprar uma mãe (e vai daí... não sei, não...). 

Então e aqueles papéis amarelados com letras, são o quê? São... páginas de um livro! Há uns meses, encontrei um carregamento brutal de livros ao lado do meu trabalho. Estava a chover e eu lixei-me para isso: pus-me de gatas a escolher o que queria levar para casa. No meio daquilo estava um livro com as páginas a saltar. Pensei imediatamente que ia usá-lo exactamente para isto! 

E é isto. Como vêem, não precisam de ter umas super skills. Podem divertir-se com muito pouco. E o melhor de tudo é que podem adaptar tudo ao vosso gosto e às vossas necessidades. E se perceberem que uma coisa que fizeram este mês não funcionou, descartam e no mês seguinte já não repetem a dose.

[Contem-me tudo: gostam destes posts? é informação útil? Querem que fale mais sobre o tema? dúvidas e questões específicas, há?]

2 comentários:

  1. primeiro que tudo tenho a dizer que tens muito jeito para o desenho/pintura!! eu cá ainda desenho como os miúdos do pré-escolar em que um ser humano é uma bola no lugar da cabeça e paus a fazer de tronco e membros! :D

    depois sobre o bullet journal só queria dar a achega para quem, como eu, não consegue pintar nem que a sua vida depensa disso este tipo de "journal" é, na sua essência, um método de organização e não necessita de skills artísticas.
    vídeos do autor que esclarecem bastante bem as várias componentes que um BuJo pode ter: https://www.youtube.com/watch?v=fm15cmYU0IM e https://www.youtube.com/watch?v=o4kueYhGEc8

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! É isso mesmo: é "só" um sistema de organização fluido e flexível, que não depende nada de bonecada para viver.

      Eliminar

Obrigada!