-->

Páginas

07 outubro 2019

Weekending

Fim-de-semana nota mil. Assim em brutal mesmo.

Sexta à noite: filme no sofá com os miúdos. Dormi o tempo todo. A miúda desistiu a meio. O miúdo aguentou estoicamente - até porque o filme foi escolha dele e tinha dinossauros, claro.

Sábado: acordar cedo e rumar à biblioteca de Oeiras, para ir levantar um livro que reservei. Chegar lá e bater com o nariz na porta. Ter um rasgo de inteligência e afirmar "deve ser por causa das eleições, amanhã". Dois segundos depois, bater com a mão na testa e "porra, hoje é feriado!"

Voltar para casa, almoçar e rumar a Lisboa, para irmos ao lançamento do livro "Ser Super Mãe É uma Treta!", da minha Susana Almeida. Bater com as vistinhas na Rapariga da Serra assim que cheguei. Depois apareceu a Carmen. E a Ana. Tudo gente que me faz rir muito, todos os dias. Às tantas aproxima-se de mim a Escadinhas (e se ainda não o fizeram, por favor ajudem a causa dela, que merece MUITO), porque me reconheceu lá do fundo. E a Gorda, passado um bocado foi a Gorda (que é macérrima, vocês não acreditem em tudo o que lêem nas redes sociais, por amor da Santa). E pronto. O lançamento foi espectacular, super simples, super... a Susana! Leiam o livro e percebam que, nisto da maternidade, estamos todas a fazer o melhor que podemos e a fingir que sabemos o que andamos aqui a fazer, mesmo quando não fazemos puto de ideia. 

Serão? Filme no sofá! Mas desta vez aguentámos todos!

Domingo foi dia de missa. Literalmente. Fui deixar o mais novo à igreja, peguei na mais velha e fomos aviar recados: compras e votar. Estavam umas filas absurdas nas mesas de voto, assim nível claustrofobia mesmo. Fosse aquilo fila para outra coisa qualquer e teria desistido. Acontece que demorei tanto e estava tão em cima da hora que tive de pedir socorro ao pai das crianças para ir buscar o mais novo. Acontece também que lá me despachei tipo ninja e ainda cheguei primeiro que o pai. E ainda esperei uns 10 minutos pelo miúdo.

À tarde, foi tempo de passeio no Paredão. Na semana passada tinha lá estado e vi por lá um barco pirata giro para eles brincarem (com slide incluído). Não fazia ideia se aquilo é permanente ou não, e, se não fosse, se ainda estaria lá em Outubro. Arriscámos. Estava. Mil voltas de slide depois, breve passeio de patins (para ela) e de ténis (para ele e para nós). Um calorão absurdo, uma tarde daquelas mesmo espectaculares (sequei a roupa toda!). Tudo a pedir uma pizza night! E estava tããããããããão boa! Já provei mil massas diferentes e esta que faço sempre continua a ser a minha preferida! Nos entretantos, projecções e resultados das eleições a acontecerem, miúdos na cama às 21h30 e... the end!

ADENDA: no sábado, no lançamento, encontrei a Joana, que foi aquela pessoa que, quando há coisa de 11 anos, me fartei de escrever em blogs em meu nome e resolvi criar um blog anónimo (este, onde assinava como Marianne), demorou exactamente duas horas a perceber que aquela Marianne era eu. Tens o miúdo mais giro de sempre, Joaninha!!!

3 comentários:

  1. pffff... não sei porque é que não estou aí pah! :P
    Foi pelos níveis de simpatia do sacana do meu puto?
    Já agora, obrigada pela prioridade! Quase morri naquela Fnac. Mas mereceu TANTO a pena! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está reposta a verdade!! E foi tão bom abraçar-te e conhecer o teu miúdo!! E a tua irmã - que acho que está igual desde sempre!!!

      Eliminar
    2. Adorei a adenda. Estava a brincar, pá, não há problema nenhum. Mas gostei mesmo de te ver. Aliás, adoro que mesmo que a gente não se veja com muita frequência pareça sempre que estou em casa contigo. :) A minha irmã nunca irá envelhecer, aquela está igual desde os 18 anos. O meu puto precisava de ser menos envergonhado, mas com tanta gente e calor eu desculpo... desta vez, claro!

      Eliminar

Obrigada!