-->

Páginas

10 fevereiro 2020

Respirar...

Na cama, no caminho de e para o trabalho (incluindo toda as deslocações a pé), em filas de espera várias: ebooks no Kobo.

Enquanto cozinho, faço limpeza e conduzo: audiobooks no telemóvel.

Enquanto tomo banho: podcasts no Spotify.

Informação constante a entrar. Às vezes, só quero silêncio. Raramente consigo. Porque me custa não aproveitar o tempo. Porque me custa a inércia. E, no fim, custa-me o ruído, o frémito, a rodinha de hamster sempre a andar.

Às vezes, só queria conseguir parar. E respirar. Silêncio. Sem informação. Sem pensamentos. Cérebro em serviços mínimos. 

(Meditação, eu sei. Não consigo. Sinto que estou a perder tempo que podia usar de forma proveitosa. Uma estupidez, também sei.)


Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada!