Sobre podcasts

fevereiro 13, 2020


De repente, explodiu o cogumelo dos podcasts. E toda a gente lançou podcasts. Comecei a ouvir podcasts quando a Bumba na Fofinha foi para Nova Iorque e lançou o Fuso. Como não tenho imeeenso tempo livre, a janela temporal que funciona para mim é... o banho. Portanto, quando tomo banho em casa, está sempre um podcast a correr ali. 

Então e, além da Bumba, que podcasts é que eu ouço? Nada de podcasts de bloggers/instagrammers portugueses. Se estou cansada do registo escrito, não vou a seguir mergulhar no mesmo registo falado, claro.

Portanto: Quarenta e Cinco Graus - do economista José Maria Pimentel, consiste em conversas com variadíssimas pessoas sobre temas tão amplos como ciência, psicologia, medicina, economia e até humor. Não ouvi os episódios todos, mas os mais interessantes, para mim, foram os do Ricardo Araújo Pereira e da Luana Cunha Ferreira. (E, se virmos o Ricardo Araújo Pereira no Maluco Beleza, conseguimos perceber que é fácil entrevistar a mesma pessoa, sobre o mesmo assunto, de perspectivas completamente diferentes...)

Terapia de Casal, do Guilherme Fonseca e da Rita da Nova. Estes dois, alem de terem uma história fabulosa, são duas pessoas que têm em comum duas características que, para mim, são AS CARACTERÍSTICAS: inteligência e humor (que, na verdade, para mim, são uma e a mesma coisa). Neste podcast, eles fazem uma espécie de consulta de terapia de casal, às vezes com convidados (maioritariamente ligados ao humor), outras vezes sozinhos. No fundo, são eles a mostrar visões diferentes sobre uma série de questões que são transversais à vida de (quase) todos os casais.

Serial Killers: bom, este parece-me óbvio. Com o fascínio que eu tenho por gente descompensada, e com o interesse que tenho sobre este tema, não descansei enquanto não encontrei um podcast bom sobre o assunto. Estão lá todos os grandes serial killers: Ted Bundy, Jeffrey Dahmer, The Zodiac Killer, the BTK Killer... E sim, eu sei, eu sei... é estranho eu gostar tanto disto. Já expliquei: sou fascinada pela forma como aqueles cérebros funcionam e tenho mesmo pena de não ter estudado isto e de não ser esta a minha profissão.

E, no mesmo tema (gente marada que mata pessoas), Crimes of Passion. Aqui há dois episódios sobre a Jodi Arias, de quem já falei aqui no blog, mas há também imensos casos interessantes de gente que não se controla e que se passa um bocadinho, vá.

Portanto, nada de coisas fofinhas, nada de coisas leves e smooth e unicórnios e cenas. Aqui é tudo um bocado mais visceral e para fazer pensar. 

You Might Also Like

1 comentários

  1. Eu sei que não pedes, mas cá vai a minha pequenina sugestão de fã de podcasts:
    True crime: Doctor Death; Death in Ice Valley; Cold e Dirty John (este último um milhão de vezes melhor do que a série mal amanhada que fizeram depois!)
    E uns sortidinhos: David Tennant Does a Podcast (entrevista); The Food Medic e Deliciously Ella (saúde, saúde mental e nutrição) e Imagine Life (histórias de vida em que só descobrimos de quem se trata mesmo no fim!)

    Em português, os impagáveis Vamos Todos Morrer do Hugo Van Der Ding e o Extremamente Desagradável da Joana Marques! Juro, são de partir o coco!
    :)

    ResponderEliminar

Obrigada!

GoodReads Challenge

2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Lénia has read 29 books toward their goal of 40 books.
hide

Instagram

Parceria

Subscribe