Sugestões à Sexta

setembro 11, 2020

Depois de uma pausa em Agosto porque férias e praia e pouca vontade de pensar muito, eis que voltam as minhas sugestões de trazer por casa. Hoje temos um filme, um livro e uma música que ainda não me saíram da cabeça desde que esbarrei neles. Efeito tatuagem, sabem? (E, por falar nisso, encontrei o desenho que quero tatuar em breve... e estou apaixonada!)

Apanhei este filme numa noite de zapping e fiquei a ver. Sabem aqueles filmes cheios de camadas, que até batem ali em três ou quatro clichés, mas que têm sumo e coisas para nos ensinar? Este é um desses. A frase que apresenta o filme diz-me tanto, tanto... "Never underestimate a man with everything to lose." É. Quando temos tudo a perder (e quando estamos no extremo oposto e não temos rigorosamente nada a perder), percebemos que somos capazes de tudo. Vamos até ao fim do mundo, viramos as pedras todas que nos aparecerem à frente e chegamos onde queremos. Esta é a história do Adam (o nosso Bradley, claro) e é a minha também. 
O filme conta a história de um chef genial mas caído em desgraça, que tenta renascer das cinzas quando tem tudo contra ele. Vale a pena pelas interpretações e pela história em si que, não sendo original, é sublime. Gostei muito mesmo.


Vocês que me lêem há mais tempo sabem bem a paixão que tenho por este autor. Eu, viciada em thrillers psicológicos, absolutamente fascinada por psicopatas (e Deus sabe a carrada de problemas que isso já trouxe à minha vida pessoal...), digo sem pensar duas vezes: não há melhor escritor de thrillers do que o Chris Carter. Ponto.

Este é o 11º livro da série Robert Hunter e acho que ainda vai demorar uns anos a chegar cá - no nosso mercado, estão traduzidos os primeiros seis. Mas, se estiverem OK com o inglês, leiam isto. A escrita não é nada complexa, não há cá linguagem rebuscada nem termos altamente técnicos, é tudo muito fluido. O que se quer é uma leitura rápida e fácil. E o Carter cumpre. Neste livro, criou uma das personagens mais deliciosas de sempre: a Angela. 

Se nunca leram nada dele e querem experimentar, saibam o seguinte: há uma pequena novela, que é o volume 0.5 da série, que serve de prequela à série - e que explica o background dos detectives. Comecem por aqui. E sigam a ordem pela qual os livros foram escritos. Os casos em si são independentes, mas a evolução do Hunter e do Garcia, os dois detectives principais, é importante para se perceber uma série de coisas. Leiam isto. A sério. A única contra-indicação é que, depois, nada vos vai encher as medidas a 100%... Mas isso vale bem esse preço a pagar.


Para terminar, deixo-vos uma música que descobri algures no Spotify e que me pôs a dançar (e a cantar... desculpa, Universo...). Adoro tudo nesta música. É leve, é solta, é doce e ao mesmo tempo é tão poderosa... Enjoy!!

You Might Also Like

0 comentários

Obrigada!

GoodReads Challenge

2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Lénia has read 29 books toward their goal of 40 books.
hide

Instagram

Parceria

Subscribe